Dor nos Ossos: Como amenizar esse incômodo?

Dor nos ossos do joelho

Ouvir reclamações de dor nos ossos é bastante comum no dia a dia, mas o que fazer para tratar? Como aliviar as dores? Será que realmente as dores são nos ossos?

Veja neste conteúdo as causas das dores nos ossos e como tratar e aliviá-las.

Causas da dor nos ossos

Antes de tudo é necessário dor nos ossos, muscular e nas articulações.

A dor nos ossos é uma dor diferente das outras citadas porque ela se mantém mesmo quando se está em repouso, parado.

Normalmente, surge no rosto durante um resfriado, ou em outras partes do corpo depois de quedas e acidentes devido a pequenas fraturas que cicatrizam sem necessidade de tratamento.

Contudo, quando a dor nos ossos tem duração maior que uma semana, é importante consultar um médico ortopedista para diagnosticar a causa e começar o tratamento correto.

A dor nos ossos pode ser causada por:

Pancadas

Aparece depois de um acidente, como queda, pancada ou acidente de trânsito, piora quando se aplica peso sobre o osso afetado.

É necessário fazer repouso e tomar analgésicos para reduzir a dor e possibilitar a cicatrização do osso.

Caso a dor se mantenha por mais de três dias, ou se o osso estiver fraturado, é recomendado procurar um ortopedista ou ir ao pronto-socorro.

Gripe

Durante ou após a gripe é comum surgir catarro e sensação de peso ou osso dolorido no rosto devido ao preenchimento dos seios nasais pelas secreções.

Nesse caso é aconselhável fazer inalações com soro fisiológico de 2 a 3 vezes por dia e beber pelo menos dois litros de água para ajudar a liberar as secreções.

Osteoporose

A osteoporose causa dor nos ossos dos braços e das pernas devido à falta de cálcio e vitamina D.

Quando há suspeita de falta de cálcio nos ossos é recomendável fazer um exame de densitometria óssea para confirmar o diagnóstico e aumentar a ingestão de alimentos enriquecidos em vitamina D e cálcio.

  • Iogurte
  • Queijo
  • Suplementos vitamínicos
  • Entre outros.

Infecção dos ossos

A infecção nos ossos é também chamada de osteomielite. Pode vir acompanhada de dor em qualquer osso do corpo, febre acima de 38º, inchaço e vermelhidão no local atingido.

Nesse caso é recomendável ir ao pronto-socorro para iniciar o tratamento correto o mais rápido possível, assim evita-se complicações como artrite séptica ou amputação do osso.

Metástases nos ossos

Esse tipo de dor nos ossos ocorre devido a metástases e é acompanhada de emagrecimento rápido e cansaço excessivo.

Ela aparece em pacientes com câncer em outros locais do corpo como mama, pulmão, tireoide, rim ou próstata, etc.

Leucemia

Na maioria dos casos de leucemia os primeiros sintomas são: dor nas pernas e cansaço excessivo.

É necessário consultar um ortopedista para excluir outras causas de dor nos ossos e, caso seja necessário, ir a um oncologista para iniciar o tratamento adequado para leucemia.

Dor nos ossos sem causa definida

Nessas situações há forte dor nos ossos, deformidade nas articulações (que podem ser confundidas com artrite ou artrose), que podem indicar a Doença de Paget.

Nesses casos, é importante fazer exames de sangue e raio-X a fim de avaliar a saúde óssea e iniciar o tratamento com medicamentos e fisioterapia que deve ser mantida por toda a vida.

Tratamento para dor nos ossos e canela-de-velho

homem tomando remédio para dor nos ossos

O tipo de tratamento para dor nos ossos vai depender da causa, mas normalmente pode ser feito com descanso, alongamentos, colocação de compressas de gelo sobre a região que está doendo e fitoterápico manipulado.

Contudo, em alguns casos, como infecção ou inflamação, pode ser necessário utilizar remédios antibióticos ou anti-inflamatórios para reduzir os sintomas e resolver o problema.

Nos casos mais graves, como fraturas, leucemia ou câncer, o médico pode indicar outros tipos de tratamentos, como cirurgia, para reparação da fratura ou quimioterapia para combater a leucemia e o câncer.

Outra opção de tratamento é o uso de fitoterápicos como o canela-de-velho.

A Canela de velho (Miconiaalbicans) se destaca pelas suas várias propriedades medicinais. Isso se deve à riqueza de compostos presentes na planta, como os flavonóides que possuem forte ação antioxidante capaz de reduzir os radicais livres que causam danos à saúde.

O medicamento manipulado ajuda a prevenir ou retardar o desenvolvimento de alguns tipos de câncer, devido a suas propriedades antimutagênicas, ou seja, a planta é capaz de proteger as células contra danos no DNA.

O canela-de-velho tem uma ação analgésica e anti-inflamatória, auxiliando o tratamento de artrite, artrose, dores musculares e dores nos ossos.

Você também pode utilizar a pomada canela-de-velho e passar na região das dores.

Indicações, modo de usar e contraindicações da canela-de-velho:

planta da canela de velho miconia albicans

Principais indicações:

  • Ação antioxidante;
  • Prevenção de doenças como o câncer;
  • Prevenção e tratamento de casos de artrite, artrose, dores nos ossos e dores musculares;
  • Tem ação analgésica e anti-inflamatória.

O canela-de-velho é encontrado em frascos de 500mg com 60 cápsulas.

O modo de usar recomendado é tomar duas cápsulas por dia ou conforme a orientação de um profissional habilitado.

Não há efeitos colaterais nem contraindicações confirmadas até o momento. Porém, o uso das folhas na forma de chá deve ser controlado, pois existem riscos de intoxicação em casos de doses exageradas.

Orientações para o uso da canela-de-velho

  • Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem consumir o produto. Em caso de hipersensibilidade ao produto, pare o uso e consulte um médico.
  • Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
  • Mantenha o remédio em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteja da luz, do calor e da umidade. Nessas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
  • Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
  • O medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou no período de amamentação sem orientação médica.
  • Embora não existam contraindicações relacionadas à faixas etárias, é recomendável a utilização do produto para pacientes adultos.
  • Siga corretamente o modo de usar
  • A resposta ao medicamento varia de pessoa para pessoa e devem ser levadas em consideração as condições fisiológicas e o aspecto genético do paciente.

Dor nos ossos, quando procurar o médico?

É aconselhável procurar um ortopedista ou ir ao pronto-socorro quando a dor nos ossos durar mais de 3 dias ou piorar ao longo do tempo; quando vier acompanhada por outros sintomas como perda de peso, diminuição do apetite ou cansaço excessivo; quando surgir após pancadas graves, como acidentes de trânsito.

Nestes casos, o médico pode solicitar exames como de sangue, raio X ou tomografia computadorizada, com o intuito de diagnosticar o problema e indicar o tratamento mais adequado.