Alluvia (Chá Roxo) 100mg 30 Cápsulas

R$205,58

Até 3x R$68,53 Sem Juros

Em estoque

Compra Segura, receba o produto que está esperando ou devolvemos o dinheiro.

Alluvia (Chá Roxo) Extrato derivado de uma nova variedade de Camellia sinensis para perda de peso, colesterol, controle da glicose no sangue e melhoramento da pele.

Extremamente recomendado como novo ingrediente é base de chá com excelentes atividades funcionais de beleza e saúde , o Extrato de Chá Roxo é naturalmente abundante em polifenóis.

  • Auxílio na perda de peso;
  • Redução de circunferência da cintura e do quadril;
  • Aumento do colágeno na derme;
  • Controle da glicose e colesterol no sangue;
  • Inibição de Absorção de Lipídeos;
  • Inibição da Acumulação de Gordura;
  • Melhora do Metabolismo da Gordura;
  • Inibição da Lipase Pancreática;
  • Efeito sobre a Tirosinase;

Posologia: Tomar 1 cápsula meia hora antes do almoço.

Composição: Alluvia 100mg

Validade: 4 Meses

Alluvia (Chá Roxo) Extrato derivado de uma nova variedade de Camellia sinensis para perda de peso, colesterol, controle da glicose no sangue e melhoramento da pele.

Extremamente recomendado como novo ingrediente é base de chá com excelentes atividades funcionais de beleza e saúde , o Extrato de Chá Roxo é naturalmente abundante em polifenóis.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

“Se persistirem os sintomas, o medico ou farmacêutico deverá ser consultado”
“Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado”
“As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto”
“Consulte sempre um especialista”
“As imagens postas são meramente ilustrativas”
“As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa”
“Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!”