Omega 3 1000mg 60 Cápsulas

R$36,18

Até 1x R$36,18 Sem Juros

Em estoque

Compra Segura, receba o produto que está esperando ou devolvemos o dinheiro.
  • BOM PARA O CORAÇÃO;
  • DIMINUI O COLESTEROL;
  • REGULA A PRESSÃO ARTERIAL;
  • BOM PARA A VISÃO;
  • BOM PARA O CÉREBRO;
  • ALIVIA OS SINTOMAS DA ARTRITE REUMATOIDE;
  • COMBATE A DEPRESSÃO;
  • COMBATE A DIABETES;
  • COMBATE A OBESIDADE.

Existem dois tipos de gordura, omega-3 e omega-6 que são essenciais para a saúde humana. O americano comum consome muitos omega-6 em sua dieta, enquanto consume níveis muito baixos de omega-3. A relação ideal de omega-6 para omega-3 é 1:1. Nossos antepassados evoluíram milhões de anos nesta proporção. Hoje, entretanto, nossa relação de omega-6 para omega-3 está em média de 20:1 a 50:1!

De longe, o melhor tipo de gorduras de ômega-3 são as encontradas nos peixes. O omega-3 no óleo do peixe é alto em dois ácidos graxos cruciais para a saúde humana, DHA e EPA. Estes dois ácidos graxos são fundamentais para a prevenção de muitas doenças. O cérebro humano depende muito em DHA – níveis baixos de DHA têm sido vinculados à depressão, esquizofrenia, perda de memória, e um risco mais alto de desenvolver Alzheimer. Os investigadores agora também estão vinculando a ingestão inadequada destas gorduras de ômega-3 em mulheres grávidas ao nascimento prematuro e baixo peso de nascimento, e à hiperatividade nas crianças. Infelizmente, entretanto, comer peixe fresco, do oceano, lagos e rios, ou criados em fazendas, já não é recomendado. Os níveis de mercúrio em todos os peixes agora alcançaram níveis perigosamente altos em todo o mundo, e o risco deste mercúrio para a sua saúde ultrapassa em valor os benefícios de omega-3 do peixe. O consumo rotineiro do óleo de peixe é altamente incentivado como ingrediente principal na melhoria da saúde. O óleo de peixe contém os níveis mais altos das melhores gorduras de omega-3 – com ácidos graxos EPA e DHA – e, como está em forma pura, não apresenta o risco do mercúrio do peixe fresco.

AÇÕES BENÉFICAS DO ÔMEGA 3

BOM PARA O CORAÇÃO: O ômega 3 age de duas maneiras para proporcionar benefícios ao sistema cardiovascular. O EPA regula a atividade das plaquetas sanguíneas, evitando coágulos de sangue, que podem levar a um AVC ou infarto. O EPA também reduz os níveis de triglicérides, um tipo de gordura que é ruim para o organismo quando está elevada. Já o DHA ajuda a evitar arritmias cardíacas, estabilizando a atividade elétrica no coração.
DIMINUI O COLESTEROL: Esses ácidos graxos modificam a composição química do sangue, provocando o aumento dos níveis do colesterol HDL (colesterol bom) e a diminuição dos níveis de colesterol LDL (colesterol ruim). Quando o LDL está em excesso, há maior risco dele se depositar nas artérias e provocar o seu entupimento levando a doenças cardiovasculares, como hipertensão, aterosclerose, infarto e derrame cerebral. Ele também consegue reduzir os níveis de triglicérides do sangue.
REGULA A PRESSÃO ARTERIAL: O ômega 3 é capaz de evitar a formação das placas de gordura na parede das artérias e garantir a flexibilidade das veias e artérias, afastando o risco de doenças como hipertensão, aterosclerose, infarto e derrames.
BOM PARA A VISÃO: Este ácido graxo é essencial para a visão porque participa do recobrimento da retina. Esta parte dos olhos tem o papel principal de transformar o estímulo luminoso em estímulo elétrico para o cérebro ser capaz de realizar o processo de enxergar. A degeneração da mácula, parte da retina responsável pela percepção de detalhes, é prevenida graça ao consumo de ômega 3. Estudos publicados na revista especializada Ophtalmology, da Universidade Tufts de Boston nos Estados Unidos, mostraram que o índice de degeneração macular é mais baixo entre pessoas que consomem peixesricos em ômega 3, e demonstrou que este ácido graxo pode afetar o desenvolvimento ou a progressão da degeneração macular. Cerca de 3 mil voluntários da pesquisa que consumiam uma ou mais porções de peixes ricos em ômega 3 por semana mostraram uma probabilidade 60% inferior de apresentar a degeneração da mácula em estágio avançado.
BOM PARA O CÉREBRO: O ômega 3 age na formação da bainha de mielina, um componente dos neurônios. Assim, ocorre a melhora do desempenho cognitivo, da atividade cerebral e comunicação entre as células do cérebro. O ácido graxo também conta com efeito vasodilatador e por isso ocorre o aumento do aporte de oxigênio e nutrientes.
COMBATE A DEPRESSÃO: Pessoas portadoras de depressão possuem níveis baixos de ômega 3 o que pode ocasionar a diminuição do número de funções de neurotransmissores e receptores. A ingestão de ômega 3 melhora a fluidez das membranas que encapam as células nervosas e aumenta a produção de diversos neurotransmissores como serotonina, dopamina e noradrenalina, melhorando assim o humor e o bem-estar.
ALIVIA OS SINTOMAS DA ARTRITE REUMATOIDE: O consumo do ômega 3 contribui para o alívio dos sintomas desta doença porque ele possui ação anti-inflamatória. Este ácido graxo funciona como um bloqueador de enzimas que produzem o processo inflamatório.
ÔMEGA 3 E DIABETES: Uma pesquisa realizada pela Universidade de Valência, na Espanha, analisou o consumo de carne e peixe em 945 pessoas entre 55 e 80 anos com alto risco cardiovascular e descobriu que o consumo de peixe, que é rico em ômega 3, está associado a menor incidência de diabetes tipo 2 e a diminuição da concentração de glicose, enquanto o consumo de carne vermelha está relacionado à obesidade.
ÔMEGA 3 E OBESIDADE: O ômega 3 ajuda no combate à obesidade devido à sua ação anti-inflamatória, pois obesidade é um processo que causa inflamação. O organismo também utiliza o ômega-3 para produzir prostaglandinas, substâncias químicas que têm participação em muitos processos, inclusive no combate às inflamações dos vasos sanguíneos.

QUANTO CONSUMIR EM ÔMEGA 3 ?

Há divergências sobre a quantidade recomendada de ômega 3. Apesar de a Sociedade Americana do Coração orientar até 4 gramas ao dia, é justamente esta porção que em alguns estudos leva a complicações de saúde. Por isso, outros especialistas defendem a porção de até 1 g de ômega 3 ao dia. Os suplementos de ômega 3 devem ser consumidos somente após a orientação médica e são orientados caso a pessoa não consiga adquirir o ácido graxo por meio da alimentação, com a ingestão de peixes e frutos do mar.

ADVERTÊNCIAS

O suplemento é contraindicado para pessoas com problemas de coagulação, como os portadores de hemofilia, pois há o risco de hemorragia já que o ácido graxo deixa o sangue mais fluido.
Pessoas com próteses cardíacas também devem evitar o consumo. Quanto a gestantes, a suplementação pode ser feita, desde que com as doses corretas, pois o excesso do ômega 3 pode causar problemas no feto.

“Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!”

 > Benefícios 

  • BOM PARA O CORAÇÃO;
  • DIMINUI O COLESTEROL;
  • REGULA A PRESSÃO ARTERIAL;
  • BOM PARA A VISÃO;
  • BOM PARA O CÉREBRO;
  • ALIVIA OS SINTOMAS DA ARTRITE REUMATOIDE;
  • COMBATE A DEPRESSÃO;
  • COMBATE A DIABETES;
  • COMBATE A OBESIDADE.

 > Posologia

Tomar 2 a 4 cápsulas ao dia, ou conforme orientação de um profissional habilitado.

 > Composição

Ômega 3 1000mg EPA – 18,93% DHA – 12,54%

 > Validade

3 Meses

 > Advertências 

“Se persistirem os sintomas, o medico ou farmacêutico deverá ser consultado”
“Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado”
“As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto”
“Consulte sempre um especialista”
“As imagens postas são meramente ilustrativas”
“As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa”

 > Referências 

1.  BELDA, M.C.R.; CAMPOS, M.A.P. Ácidos graxos essenciais em nutrição:

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

“Se persistirem os sintomas, o medico ou farmacêutico deverá ser consultado”
“Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado”
“As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto”
“Consulte sempre um especialista”
“As imagens postas são meramente ilustrativas”
“As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa”
“Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!”